Aprendendo

Deficiência Visual - Dicas de Convivência

  • Utilize naturalmente termos como “cego”, “ver” e “olhar”. Os cegos também os utilizam;
  • Ao conversar com uma pessoa cega, não é necessário falar mais alto, a menos que solicite;
  • Ao conduzir uma pessoa cega, ofereça seu braço (cotovelo) para que segure. Não a agarre, nem puxe pelo braço ou pela bengala;
  • Ao explicar a direção para um cego, indique distancia e pontos de referencia com clareza: “tantos, os metros à direita, à esquerda”. Evite termo como “por aqui” e “por ali”;
  • Informe sobre os obstáculos, como degraus, desníveis e outros;
  • Quando houver necessidade de passar por lugares estreitos, como portas e corredores posicionem seu braço para trás, de modo que a pessoa cega possa segui-lo;
  • Sempre que se ausentar do local, informe a pessoa, caso contrario ela ficará falando sozinha;
  • O cão-guia nunca deve ser distraído de seu dever. Evite brincar com o cão, pois a segurança de uma pessoa pode depender do alerta e a concentração do cão.

© 2012 - Copyright ARPA Acessibilidade. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade.